Modernizar. Este é um dos grandes desafios da gestão pública atual. Com o crescimento das cidades, administrar torna-se cada vez mais uma tarefa gigantesca, que precisa de tecnologia e planejamento para obter resultados satisfatórios. Ciente deste fato, e empenhada em encontrar as melhores soluções para o município, a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes deu início a um processo de mapeamento da cidade, que utilizará a tecnologia para montar um banco de dados multifuncional com as informações urbanas locais. Com uma área total de 258,694 m² e população estimada em mais de 680 mil habitantes – segundo estimativa do IBGE de 2015 – , o município teve seu último levantamento técnico realizado há mais de 30 anos. O novo projeto irá atualizar o levantamento cartográfico detalhado da região; criar um novo mapeamento tridimensional através da tecnologia de perfilamento a laser; restituir e obter polígonos em 2D e em 3D da área do município, obtendo uma malha completa das edificações; realizar cobertura aerofotogramétrica, que é a sequência de tomada de fotografias digitais através de faixas de fotos paralelas dentro de padrões, métodos e regras estabelecidas; e estruturar o cadastro municipal. AMPLO ACERVO – O trabalho será realizado pela empresa curitibana Engefoto, vencedora da licitação. A grande diferença para com o levantamento anterior é que, além de atualizar o cadastro para fins de tributos, o novo projeto terá um caráter multifuncional. “A Prefeitura terá um acervo com todas as informações urbanas do município. E esses dados ajudarão no planejamento da cidade. Áreas como Saúde, Educação, Infraestrutura, Assistência Social, Fazenda e Planejamento serão beneficiadas com as informações, que vão desde imóveis ao tipo de asfalto, iluminação pública e arborização do lugar, por exemplo. Além disso, todo acervo ecológico da cidade também será mapeado”, explicou o secretário Executivo de Gestão Urbana e Sustentabilidade, Carlos Sampaio. A primeira etapa, de mapeamento tecnológico, já foi concluída. Agora, os dados estão sendo compilados, e um grupo de cadastradores está sendo treinado para colher informações adicionais in loco. O trabalho destes profissionais será visitar cerca de 100 mil imóveis que ainda não constam no acervo da Prefeitura, além de sanar possíveis dúvidas geradas nas etapas anteriores. Os imóveis serão visitados por 30 cadastradores fardados, com crachá e tablets. Eles começaram o treinamento nesta quarta-feira (24) e irão requerer o documento do imóvel e dados pessoais dos proprietários. A previsão é que todo o cadastramento demore um ano para ser concretizado. Fonte:Jaboatão fará atualização do mapeamento técnico da cidade